estragos-da-invasao-de-bolsonaristas-as-sedes-dos-‘poderes’-brasileiros

Estragos da invasão de bolsonaristas às sedes dos ‘poderes’ brasileiros

Após os apoiantes do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro invadirem e vandalizarem, no domingo, as sedes dos três poderes do país em Brasília, é hora de inspecionar e contabilizar os danos provocados pelos invasores.

A polícia já inspecionou os estragos nos três ‘poderes’ invadidos durante o dia de ontem, tendo as forças de segurança brasileiras bloqueado a área circundante ao Congresso, ao Palácio presidencial e do Supremo Tribunal Federal, esta segunda-feira.

Nas imagens, que pode ver na galeria acima, vêm-se móveis danificados e empilhados em frente ao Palácio do Planalto, o local de trabalho oficial do presidente do Brasil.

Recorde-se que apoiantes do ex-presidente brasileiro Jair Bolsonaro invadiram e vandalizaram, no domingo, as sedes dos três poderes do país em Brasília, obrigando a uma intervenção federal para repor a ordem e suscitando a condenação da comunidade internacional.

A Polícia Militar conseguiu, entretanto, recuperar o controlo da sede do Supremo Tribunal Federal, do Congresso e do Palácio do Planalto, assim como desocupar totalmente a praça dos Três Poderes, na capital brasileira, numa operação que resultou também em pelo menos 300 detenções.

A invasão começou depois de militantes da extrema-direita brasileira apoiantes de Bolsonaro, derrotado por Lula da Silva nas eleições de outubro passado, terem convocado um protesto para a esplanada dos Ministérios, em Brasília.

Os manifestantes avançaram e furaram as barreiras montadas pela polícia, com imagens dos invasores dentro do salão verde do Congresso, dentro e fora do Palácio do Planalto e do STF, a serem divulgadas nas redes sociais.

A polícia brasileira usou gás lacrimogéneo para tentar, sem sucesso, travar os manifestantes.

Até às 23h30 (hora de Lisboa) de domingo, havia indicação de que 400 pessoas foram detidas na sequência destas invasões. Estes dados foram revelados pelo governador do Distrito Federal.

Venho informar que mais de 400 pessoas já foram presas e pagarão pelos crimes cometidos. Continuamos trabalhando para identificar todas as outras que participaram desses atos terroristas na tarde de hoje no Distrito Federal. Seguimos trabalhando para que a ordem se restabeleça.

— Ibaneis Rocha (@IbaneisOficial) January 8, 2023

Nas redes sociais, circulam imagens e vídeos dos extremistas a quebrar as barreiras policiais, assim como a subir ao Congresso – e a entrada no plenário. No Supremo Tribunal e no Planalto, a destruição ficou bem à vista. Veja aqui.

Leia Também: Apoiantes de Bolsonaro roubaram armas do palácio presidencial

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X