teatrao-aposta-em-programacao-para-jovens-nos-primeiros-meses-de-2023

Teatrão aposta em programação para jovens nos primeiros meses de 2023

De acordo com o Teatrão, a peça de dança intitulada “Time” estreia em 30 de março e tem os adolescentes como público-alvo.

Dirigido pela coreógrafa Aldara Bizarro, este espetáculo foi criado para três atores, em torno do tema “tempo”, “como resposta ao desafio de criação de se trabalhar a ideia de utopia e de mudança”.

“Não sendo a primeira vez que o Teatrão se aventura na exploração da linguagem da dança, esta criação pretende desafiar os jovens públicos a refletirem sobre a ideia de tempo”, justificou.

Esta peça, que utiliza a linguagem subjetiva da dança, estará em cena até dia 22 de abril.

Segundo a companhia de teatro de Coimbra, a criação do espetáculo “Time” dará origem a um modelo de exploração da ideia de “tempo” numa oficina de movimento para jovens.

Criada por Aldara Bizarro, terá como público-alvo jovens entre os 14 e 17 anos da cidade de Coimbra e acompanhará, sempre que possível, a circulação do espetáculo.

As Oficinas Dançar o Tempo terão lugar nos dias 03, 11, 18 e 25 de março.

“Time” e as oficinas que a acompanham farão ainda parte da programação do Festival Abril Dança 2023, que a partir deste ano junta ao Convento São Francisco e ao Teatro Académico de Gil Vicente, a Escola da Noite e o Teatrão.

“A programação para a adolescência, apontada no último fórum do Teatrão como uma linha programática estratégica na Oficina Municipal do Teatro, será encorpada com a criação de um novo projeto: o Fórum de Jovens Críticos”, revelou ainda.

O Fórum de Jovens Críticos, agendado para dia 27 de março, vai contar com parcerias internacionais na Alemanha e Islândia e tem por objetivo “desafiar os jovens a discutir espetáculos e programação para a adolescência”.

“E será nesse âmbito que promoveremos o seu encontro com os programadores da Rede de Teatros e Cine-Teatros Portugueses”, acrescentou.

De 17 de janeiro a 18 de fevereiro terá lugar o regresso do espetáculo “Manuel ou como se desenha uma casa”, construído a partir do imaginário e de textos de Manuel António Pina e acompanhado por atividades paralelas à criação: uma oficina de ilustração e uma oficina de palavras.

A programação inclui ainda para estrear em abril, a propósito das comemorações dos 50 anos da Revolução do 25 de Abril, a criação ‘Revolution’ (título provisório), que junta três estruturas profissionais de teatro: ASTA (Covilhã), Baal17 (Serpa) e Teatrão (Coimbra) à d’Orfeu (Águeda), responsável pela direção, criação e interpretação musical do espetáculo.

Sobre a programação musical, o Teatrão destacou que “continua de pedra e cal na Tabacaria, com concertos variados e as curadorias de Rui Lúcio e Victor Torpedo”.

Já o projeto pedagógico “desenvolve-se em várias frentes, nas Classes de Teatro, no projeto ‘A Meu Ver’ e no projeto ‘Teatro e Memória’, envolvendo centenas de alunos na Oficina Municipal do Teatro e nas instituições particulares de solidariedade social do concelho de Coimbra”.

Leia Também: Teatro Joaquim Benite em Almada com 48 espetáculos em 2023

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X