alemanha-anuncia-fim-do-uso-de-mascaras-em-viagens-de-longo-curso

Alemanha anuncia fim do uso de máscaras em viagens de longo curso

Quase três anos depois de a pandemia atingir o país, o governo alemão anunciou esta sexta-feira que vai finalmente deixar de obrigar o uso de máscaras em viagens de comboio e autocarro de longo curso, cumprindo-se mais uma etapa para acabar com todas as medidas de contenção contra a Covid-19.

Esta sexta-feira, citado pela Associated Press, o ministro da Saúde da Alemanha, Karl Lauterbach, anunciou o levantamento da medida, depois de muita contestação popular e de outros países deixarem de requerer o mesmo.

O anúncio passa a ser efetivo a partir do dia 2 de fevereiro.

As máscaras continuam, no entanto, a ser obrigatórias em clínicas e unidades de saúde, e a entrada em hospitais e lares de idosos também requer um teste negativo à Covid-19.

O uso de máscaras na maioria dos transportes públicos já tinha deixado de ser obrigatório, já que a ordem em comboios e autocarros regionais parte de cada um dos 16 governos estatais, e não do governo federal.

Como a grande maioria dos estados já nem sequer pede que as pessoas infetadas se isolem em casa, caso não exibam sintomas, e como um dos mais conhecidos virologistas do país declarou como terminada a pandemia, o ministro da Saúde viu-se muito pressionado para levantar as restantes restrições.

Esta sexta-feira, Lauterbach, que sempre assumiu uma postura conservadora em relação à Covid-19 e ao declínio da mesma, assumiu que “a situação pandémica está estabilizada”.

“A população criou uma elevada imunidade e os especialistas que nos aconselham não acreditam que possa haver uma vaga grande e séria. Assim, também não prevemos que variantes particularmente perigosas nos atinjam nas próximas semanas ou meses”, afirmou o governante.

Ainda assim, o governo continua a recomendar que as pessoas usem máscara para se protegerem, deixando que esse uso seja voluntário.

Segundo os dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), a Alemanha registou um total de 37,5 milhões de casos de Covid-19 e pouco mais de 160 mil mortes pela doença.

Leia Também: Pico da pandemia vai prolongar-se “até fevereiro e março” na China

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X