bolsa-de-lisboa-cai-0,17%-na-primeira-sessao-negativa-de-2023

Bolsa de Lisboa cai 0,17% na primeira sessão negativa de 2023

Com esta descida, a bolsa de Lisboa interrompeu um ciclo de ganhos, após nove sessões consecutivas em alta, desde o início do ano.

Das 15 cotadas que integram o índice PSI, nove subiram, cinco desceram e a Corticeira Amorim ficou inalterada (8,84 euros).

A Jerónimo Martins liderou as descidas e caiu 3,50% para 20,38 euros, após ter comunicado ao mercado na quinta-feira que as vendas do grupo subiram 21,5% para 25.400 milhões de euros em 2022. Em Portugal, as vendas do Pingo Doce aumentaram 11,2% para 4.500 milhões de euros.

Entre as três cotadas que mais desceram ficaram ainda a EDP (-1,91% para 4,83 euros) e a EDP Renováveis (-0,51% para 21,66 euros).

A Mota-Engil perdeu 0,31% para 1,31 euros e a Greenvolt cedeu 0,13% para 7,84 euros.

Nas subidas, o BCP destacou-se ao avançar 1,99% para 0,19 euros, seguido da Sonae, que ganhou 1,66% para 0,98 euros.

Entre as cotadas que terminaram a sessão no ‘verde’, a Altri subiu 1,19% para 5,09 euros, a NOS 1,12% para 3,97 euros, os CTT 0,78% para 3,23 euros e a Galp 0,35% para 12,86 euros.

As principais bolsas europeias fecharam em terreno positivo, com Paris a subir 0,69%, Londres 0,64%, Madrid 0,61%, enquanto Milão e Frankfurt recuaram 0,19%.

[Notícia atualizada às 18h16]

Leia Também: Wall Street cai após grandes bancos divulgarem resultados

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X