ligacao-fluvial-entre-barreiro-e-lisboa-limitada-ate-10-de-fevereiro

Ligação fluvial entre Barreiro e Lisboa limitada até 10 de fevereiro

Numa informação publicada na sua página de internet, a empresa explica que as perturbações ocorrem devido à limitação da frota em consequência do abalroamento sofrido pelo navio Gil Vicente em 04 de janeiro.

Por esse motivo, acrescenta, “não é possível garantir a realização de todas as carreiras previstas aos ‘dias úteis'”.

Um barco de passageiros da Soflusa, que faz ligação fluvial entre Lisboa e a margem sul do rio Tejo, colidiu na noite de 04 de janeiro com uma lancha da Polícia Marítima.

Segundo a Autoridade Marítima Nacional (AMN), a lancha da Polícia Marítima estava a realizar uma missão de rotina no Mar da Palha, no estuário do rio Tejo.

Na sequência do acidente foi aberto um inquérito ao sinistro marítimo para apurar as causas.

As ligações suprimidas estão indicadas no ‘site’ da empresa, no separador “informações aos passageiros”.

A Transtejo é responsável pela ligação do Seixal, Montijo, Cacilhas e Trafaria/Porto Brandão, no distrito de Setúbal, a Lisboa, enquanto a Soflusa faz a travessia entre o Barreiro, também no distrito de Setúbal, e o Terreiro do Paço, em Lisboa.

Leia Também: Governo: Procura por transportes coletivos urbanos cresce face a 2021

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X