eua-e-eau-criam-junta-para-gerir-associacao-bilateral-de-energia-limpa

EUA e EAU criam junta para gerir associação bilateral de energia limpa

Segundo a agência noticiosa dos EAU, esta junta será presidida por Sultan al Yaber, ministro da Indústria e Tecnologia e chefe executivo da Companhia nacional de petróleo de Abu Dabi (ADNOC) — também presidente designado da cimeira do clima COP28 –, e por Amos Hochstein, coordenador norte-americano para assuntos de energia.

Foi especificado que este “organismo bilateral” é composto por representantes dos dois governos e ainda do setor privado dos dois países.

Segundo a agência noticiosa local WAM, os membros deste novo grupo de peritos vão reunir-se mensalmente para orientar as políticas da associação, em particular nos temas de inovação e cadeias de abastecimento de energia limpa, gestão do carbono e do metano, energia nuclear, descarbonização industrial e do transporte.

Os copresidentes deverão reunir-se trimestralmente com os restantes membros da junta para “avaliar o impacto, iniciar novos projetos e ampliar o apoio à PACE”.

A PACE foi criada em novembro de 2022 com o objetivo de garantir 100 mil milhões de dólares para gerar 100 gigawatts de energia limpa até 2035, e hoje registou-se o primeiro investimento de 20 mil milhões de dólares para financiar 15 gigawatts limpos nos Estados Unidos.

“Esta primeira vaga de investimentos através da PACE será financiada através de sete mil milhões em capital do setor privado que captará 13 mil milhões através do financiamento da dívida dos EUA e outros instrumentos”, acrescentou a WAM.

Leia Também: EDPR assegura contrato de 15 anos para venda de energia limpa nos EUA

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X