fc-barcelona-conquista-14.a-supertaca-de-espanha-ao-derrotar-real-madrid

FC Barcelona conquista 14.ª Supertaça de Espanha ao derrotar Real Madrid

O FC Barcelona conquistou, este domingo, a Supertaça de Espanha em futebol, a 14ª do seu historial, ao bater na final o Real Madrid, por 3-1, na qual os miúdos Pedri e Gavi deram espetáculo.

O resultado traduz a superioridade da equipa catalã, que teve nos jovens Pedri, de 20 anos, e Gavi, de 18, os ‘motores’ do meio-campo, com influência direta não só no jogo coletivo, mas também em dois dos golos.

O FC Barcelona adiantou-se no marcador aos 33 minutos, por Gavi, após assistência de Robert Lewandowski, numa jogada que resultou de um desarme de Sérgio Busquets.

O médio intercetou um passe de Rudiger para Camavinga, na sequência do qual Pedri serviu o avançado polaco, e este fez o último passe para Gavi.

Ainda antes do intervalo, o FC Barcelona materializou a sua supremacia com o segundo golo, aos 45 minutos, por Lewandowski, mais uma vez num lance iniciado por Sérgio Busquets.

O capitão ‘culé’ endossou a bola ao médio neerlandês Frank de Jong, cujo passe desmarcou Gavi, que ofereceu de bandeja o golo ao avançado polaco, que se limitou a encostar.

Na segunda parte, a equipa catalã fez o “xeque-mate” ao rival aos 69 minutos, num lance de contra-ataque, mais uma vez congeminado pelos dois miúdos, desta vez com Gavi a servir Pedri ao segundo poste, para este tocar para o fundo das redes.

Em período de descontos, o francês Karim Benzema, a regressar de lesão, ainda reduziu para os ‘merengues’, aos 90+3, numa recarga após defesa de um seu remate.

O FC Barcelona já era o clube que mais Supertaças de Espanha tinha conquistado, passa a somar 14, mais duas do que o seu grande rival de Madrid, que soma 12.

Este foi o primeiro título do FC Barcelona após a saída do argentino Lionel Messi para o Paris Saint-Germain, e também a primeira conquista do treinador Xavi, pondo fim a uma série de nove vitórias em finais de Carlo Ancelotti.

O técnico italiano não perdia uma final desde 08 de agosto de 2010, quando perdeu a Supertaça de Inglaterra ao serviço do Chelsea — derrota por 3-1 frente ao Manchester United.

Desde então, nove finais, duas com o Bayern Munique e sete com o Real Madrid, em jogo único e nove conquistas — A exceção foi a Supertaça espanhola de 2014, então disputada a duas mãos.

No campeonato espanhol, o “barça” lidera com 41 pontos, mais três do que os madridistas.

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X