f-c.-porto-de-luto-pela-morte-do-antigo-treinador-de-natacao-shintaro-yokochi

F. C. Porto de luto pela morte do antigo treinador de natação Shintaro Yokochi

O F. C. Porto assumiu, esta segunda-feira, estar de luto pela morte do antigo treinador de natação Shintaro Yokochi, no domingo, aos 87 anos.

“O F. C. Porto está de luto pela morte de Shintaro Yokochi – grande figura do desporto português e antigo treinador das equipas de natação do clube nas décadas de 60 e 70 – falecido este domingo com 87 anos”, lê-se no sítio dos “dragões” na Internet.

Shintaro Yokochi, nascido em 31 de outubro de 1935 em Yokohama, sobreviveu ao rebentamento da primeira bomba atómica, em Hiroshima, no dia 6 de agosto de 1945, e em 1958 mudou-se para Portugal. Enjeitou uma possível participação nos Jogos Olímpicos de Roma, em 1960, como nadador, para se tornar treinador, aos 22 anos, da equipa de natação do Sport Algés e Dafundo.

Casou e constituiu família em Portugal, com o seu filho Alexandre a seguir-lhe as pisadas como nadador, tendo conseguido a medalha de prata nos Europeus de 1985 para Portugal, entre numerosos outros feitos com o sétimo lugar nos 200 metros bruços dos Jogos Olímpicos Los Angeles1984 como apogeu.

“Nascido em 31 de outubro de 1935 em Yokohama, no Japão, sobreviveu ao rebentamento da primeira bomba atómica lançada sobre a cidade vizinha Hiroshima quando tinha apenas nove anos. Já licenciado, radicou-se em Portugal com 22, formou família no país que o acolheu e mudou-se de Algés para o Porto em 1969 para formar e treinar os nadadores ‘azuis e brancos'”, recordou o F. C. Porto.

Depois da passagem pelo F. C. Porto, mudou-se para o Benfica, em 1972, passando a treinar o filho, que abandonou a competição de elite em 1992 e hoje é professor universitário nos Estados Unidos.

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X