serie-‘cuba-libre’-vai-a-berlim-procurar-mercados-internacionais

Série ‘Cuba Libre’ vai a Berlim procurar mercados internacionais

Criada e realizada por Henrique Oliveira e exibida pela RTP entre setembro e outubro do ano passado, “Cuba Libre” conta “a extraordinária história de vida da portuguesa Annie Silva Pais, filha única do último diretor da polícia política de Salazar, dona de uma notável beleza e sensualidade, mas também de um enorme espírito rebelde”.

“Depois de aos 22 anos, em 1958, ter sido eleita miss Piscina Praia Figueira da Foz, mais tarde, em 1965, casada com um diplomata suíço e a viver em Havana, abandona o marido e a família para se entregar à revolução cubana, secretamente apaixonada por Che Guevara”, pode ler-se na sinopse, disponível no ‘site’ da RTP, que permite a visualização dos seis episódios, através do RTP Play.

Com produção da Hop! Films e distribuição internacional a cargo da Keshet International, “Cuba Libre” vai estar no Mercado de Série da Berlinale entre 20 e 22 de fevereiro.

O certame vai contar também com séries como a belga “1985”, de Willem Wallyn, ou o projeto entre EUA e Sérvia intitulado “The Ark”, de Dean Devlin e Jonathan Glassner, ou a israelita “Traitor”, de Amit Cohen e Ron Leshem, entre outros.

Em Berlim vai estrear-se o mais recente filme de Susana Nobre, “Cidade Rabat”, que integra a secção Fórum.

“‘Cidade Rabat’ conta a história de Helena, interpretada pela atriz Raquel Castro, uma mulher de 40 anos que acaba de perder a sua mãe. O luto de Helena, na relação por vezes vertiginosa com o seu quotidiano, ganha um significado e valor inesperados”, pode ler-se na sinopse, divulgada pela produtora Terratreme, que produz com a francesa Kinoelektron.

Nas novidades anunciadas hoje pela Berlinale inclui-se ainda a coprodução entre Portugal (através da Maumaus/Lumiar Cite), Senegal e Bélgica “AI: African Intelligence”, de Manthia Diawara, na secção Fórum Expandido.

De acordo com a sinopse, na página da produtora portuguesa, o ensaio fílmico “explora as zonas de contacto entre os rituais de possessão africanos entre as aldeias piscatórias tradicionais da costa Atlântica do Senegal e a emergência de novas fronteiras tecnológicas conhecidas como Inteligência Artificial”.

O 73.º Festival de Cinema de Berlim decorrerá de 16 a 26 de fevereiro e a programação será anunciada no próximo dia 23.

Leia Também: “Tudo em Todo o Lado ao Mesmo Tempo” triunfa nos Critics Choice Awards

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X