tem-notas-danificadas-por-inundacoes?-banco-de-portugal-diz-o-que-fazer

Tem notas danificadas por inundações? Banco de Portugal diz o que fazer

As inundações das últimas semanas, que se verificaram em vários pontos do país, podem ter danificado notas de vários cidadãos, que agora podem recuperá-las junto do Banco de Portugal (BdP), explicou o supervisor da banca. 

“As chuvas intensas das últimas semanas causaram danos em habitações e pequenos comércios, que podem ter danificado notas guardadas nessas instalações. Estes valores podem ser recuperados com o serviço de valorização de notas do Banco de Portugal”, diz o BdP, num episódio do seu podcast sobre o tema. 

José Luís Ferreira, coordenador de área operacional de numerário, explica que “aparecem notas deterioradas pelas mais diversas razões”, sendo que a “humidade e o incêndio” são os principais motivos

“Temos evidências de que as recentes inundações em Lisboa aumentaram ligeiramente a entrega de notas húmidas”, referiu José Luís Ferreira. 

Tem notas danificadas? Eis o que fazer para ser reembolsado

Se tem notas danificadas, dirija-se a uma das tesourarias de atendimento ao público do Banco de Portugal, em Lisboa, à Filial do Porto, às agências do Banco de Portugal em Braga, Viseu, Coimbra, Évora e Faro, ou às Delegações Regionais da Madeira ou dos Açores, para dar início ao processo de valorização das suas notas

“Ser-lhe-á pedido que se identifique e que entregue as notas para valorização. Em troca, o Banco de Portugal entregar-lhe-á um documento de quitação”, explica o supervisor. 

Em alternativa, pode enviá-las através de correio registado com ‘serviço especial de valor declarado’, sendo que necessita de dois envelopes: 

  • o primeiro envelope deve conter a nota danificada e ser fechado com a indicação no exterior ‘Contém numerário’ e a discriminação das notas que seguem no interior;
  • o segundo envelope, onde deve ser colocado o primeiro envelope, terá de ser enviado através de ‘serviço especial de valor declarado’ para:
    Banco de Portugal
    Departamento de Emissão e Tesouraria
    Unidade Central de Operações com Numerário
    Apartado 2001
    1100-012 Lisboa

“Deve identificar-se (cartão de cidadão ou passaporte, morada, contacto telefónico e correio eletrónico) e fornecer os dados necessários para a realização de transferência bancária”, diz o BdP. 

Leia Também: Economia a abrandar? Mais trabalhadores vão aceitar empregos mal pagos

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X