renovacao-do-mecanismo-iberico?-reuniao-em-bruxelas-“foi-positiva”

Renovação do mecanismo ibérico? Reunião em Bruxelas “foi positiva”

O Ministério do Ambiente revelou que a reunião desta quarta-feira, em Bruxelas, sobre a renovação do mecanismo ibérico para limitar o preço do gás para produção de eletricidade foi positiva, sendo que as equipas técnicas vão agora trabalhar para apresentar propostas. 

“Esta foi uma primeira reunião de trabalho para trocar impressões sobre a avaliação do mecanismo e a sua extensão. A reunião foi positiva e, agora, as equipas técnicas irão trabalhar para apresentar propostas num curto prazo”, pode ler-se num comunicado da tutela enviado às redações. 

O ministro do Ambiente, Duarte Cordeiro, e a homóloga espanhola deslocaram-se a Bruxelas para submeter o pedido de renovação do mecanismo ibérico para limitar o preço do gás para produção de eletricidade.

“O ministro do Ambiente já tinha tido a oportunidade de referir na véspera, na audição parlamentar da Comissão de Ambiente e Energia na Assembleia da República, que Portugal faz uma avaliação positiva do mecanismo ibérico, que tem cumprido o objetivo de desafetação do preço grossista da eletricidade do preço do gás“, pode ler-se na mesma nota. 

Ao que indica o gabinete do ministro Duarte Cordeiro, a “solução ibérica permitiu uma redução de 20% no preço da eletricidade, em 2022, e gerou um benefício de cerca de 489 milhões de euros para todos os clientes expostos ao mercado grossista de eletricidade, em especial sectores industriais”. 

No dia 9 de janeiro, Teresa Ribera anunciou que Espanha ia solicitar o prolongamento até ao final de 2024 do mecanismo para limitar o preço do gás adquirido para produção de eletricidade em Portugal e Espanha. Madrid vai apresentar o pedido para “extensão da exceção ibérica além de maio de 2023, enquanto durar esta crise”, sustentou na altura a ministra espanhola, entrevista à televisão espanhola Antena 3.

“Gostaríamos que [o preço máximo do gás para gerar eletricidade] ficasse no valor mais baixo possível, 45 ou 50 euros o megawatt por hora, e que se possa prolongar até pelo menos o final de 2024”, acrescentou.

Na quinta-feira, o primeiro-ministro português, António Costa, vai jantar em Bruxelas com a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen.

A última vez que Costa e von der Leyen se encontraram foi na reunião do Conselho Europeu de dezembro, onde o primeiro-ministro português defendeu a renovação, a partir de maio, do mecanismo ibérico.

Leia Também: Ministro do Ambiente vai a Bruxelas pedir renovação do mecanismo ibérico

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X