taxa-de-inflacao-homologa-volta-a-recuar-em-dezembro-na-zona-euro-e-ue

Taxa de inflação homóloga volta a recuar em dezembro na zona euro e UE

De acordo com os dados do serviço estatístico da UE, na zona euro, a taxa de inflação homóloga de 9,2% compara-se com a de 10,1% de novembro e a de 5,0% de dezembro de 2021, o segundo recuo consecutivo após 17 meses de aumentos sucessivos.

No conjunto dos 27 Estados-membros, a taxa de inflação também voltou a recuar em dezembro de 2022, para os 10,4%, face aos 11,1% de novembro, mas ainda muito acima da de 5,3% registada no último mês de 2021.

O recuo da inflação na componente da energia — que caiu para os 25,5%, face aos 34,9% – é a causa da desaceleração do indicador em ambas as zonas.

A maior contribuição para a taxa de inflação anual da zona euro proveio do setor da alimentação, álcool e tabaco (2,88 pontos percentuais), seguido pelos da energia (2,79 pp), dos serviços (1,83 pp) e dos bens industriais não energéticos (1,7 pp).

Em dezembro de 2022, a taxa de inflação homóloga — medida pelo índice harmonizado de preços no consumidor (IHPC) –, recuou em 22 Estados-membros, manteve-se estável em dois e acelerou noutros três.

Espanha (5,5%) registou a menor taxa de inflação anual, seguida pelo Luxemburgo (6,2%) e a França (6,7%) enquanto as percentagens mais altas se observaram na Hungria (25,0%), na Letónia (20,7%) e na Lituânia (20,0%).

Em Portugal, o indicador (medido pelo IHPC) recuou pelo segundo mês para os 9,8%, face aos 10,2% registados em novembro de 2022 e que se compara com os 2,8% de dezembro de 2021.

A taxa de inflação na zona euro tem vindo a acelerar desde junho de 2021, principalmente devido à subida dos preços da energia, e a atingir valores recorde desde novembro de 2021, com o primeiro recuo a ser registado em novembro de 2022.

O IHPC mede a inflação numa base comparável entre os países da UE, pelo que se apresentam os dados para estes países, bem como para o conjunto da área do euro e da UE.

Leia Também: AIE prevê que procura de petróleo atinja novo recorde em 2023

Seja sempre o primeiro a saber.
Sétimo ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

Compartilhe nas redes sociais

Benvindo(a) à Radio Manchete. 📻

Ouvir 📻
X